HOUVE OU NÃO PREVARICAÇÃO?