Como caem os valentes!

 O grande líder da seita, para alguns, espécie de mito merecedor de “salve gedelti!!!”, está escondido. O monarca é um homem arrrogante e soberbo. Deixou estas marcas como dominador do rebanho nesses 44 anos… É triste o fim de jornada. Aos 84 anos será que mudaria???

Muita coisa errada na seita! Que obra maravilhosa, hein?!

um abraço fraternal .

Pr. Eduardo

Enviado em 07/12/2012 as 20:00

Amado pr. Gil e demais irmãos em Cristo Jesus

Até gostaria que Gedelti assumisse a responsabilidade dos desvios doutrinários bem EXPLICITADAMENTE e publicamente se arrependesse de seus erros.

No entanto, haver escondido FATOS, quando devia ser coerente com a verdade dos fatos, inúmeras vezes ofendendo os que fizeram perguntas; haver negado transparência e mergulhar em fisiologismo com políticos – negando com meias palavras o que antes publicamente reprovava – mostra o nebuloso quadro de RESISTÊNCIA À CURA da alma (lanço termo no sentido básico de emoções, intelecto e vontade).

Que feio, hein Gedelti?!

Saul era atormentado por um espírito maligno que se apoderava de sua mente. Ninguém apareceu para expulsar o demônio e por desobediência ele permaneceu debaixo da opressão da Satanás.

Desobediência a coisas elementares de que foi avisado. Esta foi a porta pela qual um espírito maligno operava na mente do mau rei, instigando-o para a apostasia (desobediência, rebelião).

O profeta Samuel alcançou algo que diz respeito ao evangelho e as consequências da rejeição: a desobediência ao que Deus disse, do jeito que ele disse, é pecado equivalente à feitiçaria. e gera a morte espiritual e o total afastamento de Deus.

Ora, não faltaram avisos… e a estupidez do monarca o levou à matança em Nobe, cidade dos sacerdotes. Dizimou-a! Por completo! A ninguem poupou. O demônio que nele agia o conduziu ao grande sacrifício ao “deus deste século”.  Sacrifício prestado a Satanás por alguém que havia sido ungido para cuidar do povo do Pai de Israel, o Eterno e Todo Poderoso.

Tão certo como o SENHOR é justo em Sua santidade, a Glória de Israel se afastou do obstinado Saul. Sobrevindo a batalha contra os filisteus, o fim dos quarenta anos desse monarca se aproximava. Os guerreiros finalmente o flexaram e eles, sangrando, caiu sobre a própria espada.

Que morte inglória nos montes de Gilboa!

O império pseudocarismático que Gedelti construiu – em ofensa ao plano de Deus para a “igreja de Deus…corpo de Cristo” – , ele mesmo implodiu com golpes de heresias . E desmorona! Saul deu ouvidos ao espírito maligno que o perturbava e caiu sobre a própria espada. A auto defesa, avareza e a dissimulação derrubaram Gedelti. A espada da Lei está encravada na ICM-PES. Gedelti foi arrancado do trono.

Meu canto é de dores.

Morrer de tristeza.

Viver de esperanças.

Não faltaram avisos… muitos avisos, com dores, e jejuns, e lágrimas. Como chefe religioso Gedelti quis DOMINAR E EXPANDIR DOMÍNIOS. Cercou-se de meias-solas (expressão dele) de plantão… e encheu-se de meias verdades. Era o gestor-mor e SABIA. SIM!

Não adianta o esforço de interesseiros e políticos raposas empurrando os emissários do palácio da rainha desfigurada para abaixo assinado com elogios ao pai da Obra.  Isto ofende a consciência do povo. Os crentes merecem respeito… mas muitos pastores ignoram isto. E ofendem o povo.

Insanidade! O gedeltismo nem é evangélico, nem pentecostal, nem protestante. Esse eclesiasticismo heterodoxo começa com aparência de “fé em Jesus”, passa a ser fé ana “OBRA” entrou em um beco sem saída e caiu! O gedeltismo caiu em fraudes milionárias.

O monarca e outros pastores pseudocarismáticos, chamados valentes da Obra, estão afastados, com bens bloqueados, investigados e proibidos de entrar nas áreas administrativas da ICM-PES. O monarca está nu.

 Quem diria?! O trono está vazio!

Quarenta anos foram dados ao monarca e a história marca o fim no cenário de um novo monte Gilboa. Tristeza!

Passaram-se os anos dede que preguei no Maanaim: Como caem os valentes!

Prestem atenção: neste triste fim de “jornada de quarenta anos” o clamor é notório e público. O Juízo vem! O Ministério Público trabalha. O monarca está nu e nem lava os pés

Os descalabros e desvios do palácio da rainha desfigurada exigem prestação de contas. A Sociedade reclama. Nossos filhos reclamam. O Estado reclama.

Os procedimentos ministeriais – como flechas certeiras – respondem aos avisos, denúncias e protestos de milhares. Inevitavelmente! Com arcos estendidos e flechas zunindo, os dardos finais: SENTENÇAS!!!

Sei de algo que quebra o queixo dos dominadores de rebanho e expõe os becos escuros e fedidos dos palácios religiosos: se aqueles que governam esta igreja Maranata perderam a vergonha, os que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

VERGONHA!!!