Janelas da Profecia

Olhares dos profetas e apóstolos para os dias de hoje

Fatos da Escritura Profética-Parte I

6

A amorosa atenção de Deus está exclusivamente na “igreja de Deus…corpo de Cristo”, até o momento em que “seremos arrebatados [num abrir e fechar de olhos] para o encontro do Senhor nos ares; e, assim estaremos para sempre com o Senhor” (1 Ts. 4.17; 1 Co. 15.52). Depois deste evento, “o Soberano dos reis da terra” (Ap. 1.5) cuidará de Israel e especialmente de seu “remanescente” (Rm. 9.27), que será salvo das perseguições do Falso Messias e constituído “cabeça das nações” (Dt. 28.13; Jr. 31.7).

A “Casa de Deus que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade” (1 Tm. 3.15) foi estabelecida sobre um ato inderrogável de Cristo Jesus (Mt. 16.18). Como fortaleza contra o mal, o pecado e o reino das trevas. Já fomos libertos desse poderes mediante a fé em Cristo Jesus (Rm. 5.1-3), no momento do novo nascimento (Jo. 3.3,5), como está escrito (Rm. 6.14 – ênfase nossa): “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.

A compaixão amorosa de Deus através de Cristo Jesus foi manifesta, oferecendo  a oportunidade de reconciliação do homem com Deus. E Ele Se esforça, pelo Seu Espírito Santo, no sentido de que os pecadores urgentemente se More >

Purifica-te, meu coração…

5

Como está escrito (Mt. 27.57-61):

“Caindo a tarde, veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, que era também discípulo de Jesus. Este foi ter com Pilatos e lhe pediu o corpo de Jesus. Então, Pilatos mandou que lho fosse entregue. E José, tomando o corpo, envolveu-o num pano limpo de linho e o depositou no seu túmulo novo, que fizera abrir na rocha; e, rolando uma grande pedra para a entrada do sepulcro, se retirou. Achavam-se ali, sentadas em frente da sepultura, Maria Madalena e a outra Maria.”

(more…)

Poder camaleônico

71

 

A briga de duas familias presbiterianas havia deixado marcas no cenário de fundo da Obra revelada desde a eternidade. Briga feia pelo poder religioso… mas a monarquia pseudocarismática conta outra história, como sempre, encrava em meias verdades.

Assim bradava o chefe icemita: A Casa de Davi está em guerra contra a Casa de Saul! E acreditávamos nesse brado de guerra ecoando pelo Maanaim com os costumeiros gloria-a-deus-e-aleluias… E a implosão começava pelas mãos do dominador do rebanho.

Blindagens jamais esconderiam as dissimulações que se seguiram. Interesses materiais e políticos estavam embutidos no projeto de salvação. Deste modo, a dominação quadragenária alimentava a hipocrisia e introjetava a doutrina revelada além da letra na mente dos valetes (escrevi valetes) da Obra.

(more…)

Caminhos guardados em segredos…

4

 

“Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio.” 2 Co. 1.20

 Às vezes absorvemos incredulidades, heresias e mentiras dos falsos mestres e falsos profetas; e desatentos nem percebemos o que foi introjetado na nossa mente. Daí os erros graves no ensino e no púlpito.

Assim, alguém egresso do maranatismo pseudocarismático declarou (ênfase nossa): Para nós (discípulos) nos basta crer que Deus nos livrará da ira vindoura, seja ela tribulação, perseguição, ou até o mencionado período de 07 anos. Não importa se o arrebatamento será antes, durante ou depois da tribulação daqueles dias…

Cansei de acho quê. Coisa esquisita! DISCORDO!

Com o pronome nos ele fala aos crentes em geral, dizendo que o livramento da “ira vindoura” pode ser: antes, durante ou depois da tribulação daqueles dias.  Que discípulo é este, que além de contrariar o Mestre, apresenta “outro evangelho” claramente diferente do que Deus disse, do jeito que Ele disse?

Escutem: infelizmente, com o  “nos” o autor deu nós na construção do pensamento, ao negar a iminência do cumprimento da poderosíssima promessa do Espírito de Cristo More >

ARREBATAMENTO JÁ!

6

A Escritura Profética, “segundo o mandamento do Deus eterno, para obediência por fé, entre todas as nações” (Rm. 16.26), emprega expressões que identificam certo episódio escatológico impressionante e maravilhoso. Este evento causará grande surpresa, temor e tremor (1 Ts. 1.10; 4.17 – ênfase nossa):

Jesus… nos livra (gr. rhoumai) da ira [de Deus] vindoura. (…) seremos  arrebatados… para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor”.

A ação descrita no grego original  lembra o alçar rápido e surpreso do vôo do passarinho no exato momento em que a arapuca fecha para mantê-lo em sofrimento e tribulação. Encontramos este mesmo verbo na Oração Dominical, indicando a nossa obrigação de orar pedindo o livramento dos intentos do Maligno (Mt. 6.13): “mas livra-nos do mal”. Depois, o apóstolo Paulo declara que fomos livres das fortalezas de Satanás. Este grande livramento evidencia o ato messiânico de redenção executada em justa e plena violência contra os poderes satânicos (Cl. 1.13-14 – ênfase nossa):

Ele [Deus] nos libertou (gr. rhoumai)) do império das trevas e nos transportou (gr. methistemi) para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, More >

Em que consiste a esperança do crente?

22

 A esperança cristã é um dos três grandes pilares da fé em Cristo Jesus. Biblicamente falando, ela é impossível ao não crente em Jesus, por ser uma virtude cristã.

A esperança cristão é garantida pelo agir de Deus, porque o SENHOR não muda (Ml. 3.6). O agir do Altíssimo (Is. 43.13) é insondável e maravilhoso (Jl. 2.26) no paciente processo da Revelação.

Encontramos exemplos inumeráveis e apenas ressaltamos: a criação original; a chamada de Noé, de Abraão e de Moisés; o grande juízo sobre o Egito e o livramento dos hebreus pelo mar Vermelho (onde o exército do Faraó foi destruído); o agir de Deus na conquista de Canaã (abrindo as águas das cheias do Jordão, derrubando as muralhas de Jericó, fazendo o sol e a lua ficarem parados em seu caminhar); o exercício da autoridade espiritual no ministério dos profetas de Deus; os maravilhosos milagres de Jesus e outros tantos dos apóstolos…

Estes e muitos outros relatos das Escrituras consolidam a nossa confiança e esperança no SENHOR como nosso Ajudador, Deus Presente, Maravilhoso Provedor e Sustentador.

Não é de admirar, pois, que o apóstolo Pedro nos anima e fortalece quanto ao depósito desta esperança em Deus (1, 1.3-5 – ênfase More >

A quarta trombeta soará!

40

Comecei a denunciar a heresia da QUARTA TROMBETA em 25.03.2007 na Comunidade Já Fui Um Maranata.

Denúncia contra o ensino-profético do Pr. Gedelti V. T. Gueiros ao desprezar a Divindade, o Messianato e o Sumo Sacerdócio de Jesus Cristo. Erro em cima de erro!

Este artigo confronta. Entendo erro grosseiro na interpretação das Escrituras Sagradas com a formulação do mais atordoante capítulo da HERESIA ICEMITA; e lancei mão do direito de impugnar. Indiquei artigos, revistas e sites onde o mestre icemita expõe a doutrina revelada aqui resistida. Menina dos olhos do mestre; mas até o bom senso nos mostra que esse ensino do mestre é insuportável e ofensivo à Revelação Proposicional.

(more…)

Como identificar o número da Besta?

1

A Escritura, divina em sua origem, não pode errar por ser, em sua inteireza, a revelação do Deus Todo-Poderoso e Verdadeiro.

As tentativas de adivinhação e especulações heréticas sobre o significado de porções difíceis das Escrituras sempre esbarram em dificuldades intransponíveis, que resultam em distorção da intenção do Espírito Santo, o Seu Autor original.

(more…)

A Chave de toda Profecia

1

Alguém já disse que Deuteronômio 32.1-43 é “a chave de toda profecia”. Este trecho bíblico é mais conhecido como “O Cântico de Moisés”. O tema do belo poema é o NOME DO SENHOR, Aquele que garante o cumprimento do que fala através dos Seus profetas. O objetivo deste cântico profético foi impressionar os filhos de Israel para o fato de que, em detrimento de seu proceder com iniqüidade e insensatez (5,6), a existência deles era resultado do agir amoroso e escatológico do SENHOR Deus, Santo e Todo-Poderoso, em Sua fidelidade e santidade de justiça a favor daquele que fora encontrado (vs. 9-13)

“numa terra deserta num lugar ermo solitário povoado de uivos; rodeou-o e cuidou dele, guardou-o como a menina dos olhos”.

(more…)

A Última Chamada

7

A profecia  de Paulo a respeito do arrebatamento dos santos tem alguma coisa a ver com os juízos do Apocalipse?

Está correto o ensino do Pr. Gedelti Gueiros, profetizando que três das sete trombetas já tocaram e a Igreja Fiel, leia-se: a ICM-PES, será arrebatada ao ressoar da quarta trombeta, “num abrir e fechar de olhos” ?

Este artigo confrota a doutrina revelada.

Examine as Escrituras com a ajuda, o consolo e o fortalecimento do Espírito de Cristo Jesus. Para melhor compreensão dos argumentos que seguem leiam o artigo “A OBRA”: DOS MALES O PIOR. Download à disposição.

(more…)

Jesus e as Escrituras Hebraicas

0

Jesus de Nazaré considerava as Escrituras Hebraicas de Seu tempo como divinamente inspiradas? Ele tinha conhecimento das profecias que Nele se cumpririam?

SIM. Jesus, o Cristo do Deus, considerava as Escrituras Hebraicas de Seu tempo (a Lei de Moisés, os Profetas e os Salmos) como divina e perfeitamente inspiradas por Deus. Ele conhecia as profecias – cerca de trezentas e cinqüenta – que se cumpririam ao tempo de Sua habitação e ministério entre os de Seu povo, especialmente. Este arcabouço profético foi cumprido literalmente, o que inclui a encarnação no ventre de uma virgem da família real de Davi até à Sua rejeição, morte, ressurreição e ascensão à Destra de Deus.

(more…)

Jerusalém: “a Lareira de Deus”

2

 

Ainda faz sentido dizer que Jerusalém é “a Lareira de Deus” ?

Ou, com outras palavras: Que vida espiritual existe na Jerusalém de hoje que sirva de amparo para os filhos de Israel que para lá retornam ou de luz para as nações?

(more…)

Go to Top