A chantagem emocional é grande. A falsa unção impele cada frase do monarca muito religioso. Dissimular e entreter os formatados com os malabares é o alvo especial. Esperto! Fazer piadinhas… gesticular… teatralizar…

A ideologia (filosofia) de Obra estabeleceu comportamentos e exigiu obediência às normas religiosas: a mentalidade (conduta) de Obra é expressa no costumeiro maranatês onde o obedecer… obedecer… obedecer é a artéria por onde corre a heresia. Nada mais do que a ICM-OBRA do-jeito-que-o-chefe-quer: falas e jargões icemitas percebidos nos cultos proféticos eivados de falsas profecias e falsas revelações. Falas e jargões icemitas nas postagens endereçadas ao SITE.

Além de afastar os crentes para longe do que Deus disse e do jeito que Ele disse, a doutrina revelada do gedeltismo formata filhos para a calamidade, amargura e confusão de espírito, como está escrito (Tg. 3.16): “Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins.” Blindagens e cortinas de fumaça na casa mal-assombrada ocultavam o impensável. É de longe o começo do fim. Desespero!

Este artigo leva o leitor ao confronto e o SITE avisou. Saia de cima do muro. Se na “constância de Cristo” (2 Ts. 3.5) V. quer mudanças, leia, pense e reflita…

Icemita bom é aquele que não entende, não fala, não pensa, não pergunta, não vê: ele foi formatado para crer na crença do chefe religioso e obedecer… obedecer… obedecer. O foco dessa inquestionável obediência: nunca questionar a liderança da ICM-PES. Para manter em jugo monárquico, de vez em quando algum agente de repressão se aproxima do formatado e confere a formatação. Instintivamente, o indivíduo marca presença: OBRA MARAVILHOSA! O medo os assombra ao som do “Não toqueis nos meus ungidos”.

O dinheiro de dízimos e ofertas voluntárias desviado para compra de imóveis em condomínios de luxo (e a elite sabia…). Dinheiro consagrado ao SENHOR! Meu canto é de dores e meu grito é antigo: Cadeia! Cadeia neles!

O Rolo Compressor 2007, elaborado na sala do trono do palácio da rainha desfigurada, intencionava calar a boca dos que denunciavam corrupção, desmandos e erros na administração eclesiástica; mas reação veio. Não satisfeito o monarca intentou novo litisconsórcio no esforço maligno: manipulados pelo chefe religioso 156 pastores orkuteiros contrataram escritório de advocacia e formularam representação no MPE-ES (segredo de Justiça). O poder camaleônico ainda insatisfeito demanda ações contra o GOOGLE e associadas no Judiciário em São Paulo- SP hipocritamente alegando defesa de imagem! Somente uns poucos percebiam as cortinas de fumaça e o beco sem saída.

O mágico dos malabares NUNCA quis pensar bíblica, doutrinária e teologicamente. O disfarce dessa incompetência aparece na espiritualização de frases isoladas das Escrituras.  O mais fácil é o jogo de cena onde cada capítulo da grandiloqüente heresia contamina esta geração de icemitas. Depois de cada construto esquizofrênico ele emboca o berrante e entorpece a maranada: ABSORVAM A OBRA! Os indignados retirantes enchem as estradas…

O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos, impõe a inerrância do DON (Doutrina, Ordens e Normas); por conseguinte, o que está nas Escrituras Sagradas nada ou pouco significa no gedeltismo. O estrondo do OSSORREVELÔ  entrou para ficar… aos aplausos do Diabo, “o pai da mentira”.

O poder camaleônico obscureceu o “evangelho da graça de Cristo” (At. 20.24). Conseqüentemente, o Nome de Deus é invocado nos MITOS e aqui o pecado está porta da casa de cada um (quem lê entenda). Obviamente, neste obscurantismo premeditado os donos das bancas de negócios constroem ilhas de fortuna e distribuem comissões aos Judas que beijam Judas, enquanto o clero superior domina o clero inferior e estes dominam as unidades locais.

Onde o despreparo é a marca dominante (com o estouro das denúncias de fraudes a elite está ordenando homens despreparados para compensar as perdas) Benícios e Benícias custam a entender que a falsa unção destrói e mata. Não duvide: se fraudes e iniqüidades ficam envolvidas em negrumes; e heresias adquirem a aura de mistérios da Obra Revelada, a colheita é FRUTOS PODRES! Deus nada constrói sobre entulhos e teologismos.

Os Judas dão importância à cegueira em que o construtor de heresias deixou os formatados icemitas? NÃO! claro que não, porquanto a cegueira dos formatados facilita fraudes, falta de transparência e negócios sombrios, enquanto os ladrões gozam os mórbidos prazeres dos roubos.

Para o povão a miséria de cada dia de amarguras, cortinas de fumaça e decepções com os construtores da  Obra Revelada. Para esses Judas os dias frívolos de gastança em ilhas de fortuna mostram-se negrumosos: autoridades estaduais e federais estão entrando neste poço de iniqüidades! E a mídia não cessa.

Por que o monarca muito religioso foge da imprensa e insiste em por panos quentes no jogo dos ladrões dos dízimos? Sujeira! VERGONHA!

Recentemente estive com um pequeno grupo de amados irmãos. Não sei qual deles foi o mais ferido pelos portadores da falsa unção. Em certo momento me dispus à breve meditação a respeito da palavra iniqüidade, à luz das Escrituras Sagradas. E deixei claro: à medida que crescia a iniqüidade da liderança da ICM-PES (e infelizmente transbordou), o gedeltismo empurrava a ICM-PES para um beco sem saída e a membresia está sendo ofendida.

Será que o construtor de fraudes e heresias, consegue perceber, a quem caberá o papel dilacerante de carregar o estigma de a filha do ditador da ICM-PES?

NOTA

Evitem postagens em CAIXA ALTA.