Creio em Deus Pai, Todo-Poderoso, que em graça e misericórdia nos chamou para dentro da “igreja de Deus… corpo de Cristo”; assunto claro na “doutrina dos apóstolos” (At. 2.42); mas DETESTO a bastarda doutrina revelada do gedeltismo, que além de afastar os crentes para longe do que Deus disse do jeito que Ele disse, os formata em filhos para a calamidade e confusão de espírito, como está escrito (Tg. 3.16): “Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins.”

Desde o início da carreira cristã (cf. 2 Co. 5.17) o Espírito de Cristo Jesus nos ensina o que é agradável, bom e útil (cf. 2 Tm. 3.16-17); e, além do mais, Ele insiste em nos guiar pelo caminho em que devemos andar até o indivisível e instantâneo momento do arrebatamento e glorificação em Cristo, como está escrito (1 Ts. 1.10b): “Jesus nos livra da ira [de Deus] vindoura”. Ah! se tivéssemos dado ouvidos ao ensino e aos mandamentos do SENHOR! Então, a esperança, a fé e o amor (1 Co. 13.1-13) como um rio perene fluiriam no poder do Espírito de Cristo Jesus; e haveria permanente prosperidade como as ondas do mar…

Mas não! Logo, logo abandonamos o “primeiro amor” (Ap. 2.4) e começamos a bater palmas aos imaginosos malabares do monarca pseudocarismático, até hoje embriagado com o falso ensino e o falso profetismo em seminários da Obra; e não percebíamos o beco sem saída em que o chefe icemita empurrava as ovelhas que lhe foram confiadas.

Não poderia ser diferente: com a ardilosa formatação do eu-icemítico dos intoxicados pela heresia de Obra Revelada desde a eternidade, escolhem-se os emissários da monarquia quadragenária, cuja característica é o costumeiro maranatês e obedecer…obedecer…obedecer. Nada mais são do que instrumentos manipuláveis às ordens do palácio da rainha desfigurada, a ponto de dizerem-se consumidores dos serviços do ORKUT e exigirem a extinção da Comunidade Já fui um Maranata. Sim! Esses infelizes ingressaram com representação com esta finalidade, conforme autos do Proc. 27201/2009 – Vara de Defesa do Consumidor – Vitóira -ES em segredo de Justiça (claro, como o chefe da ICM-PES gosta de esconder e negar transparência…).

Não posso dizer de outra forma: os filhos da heresia icemita andam no centro do erro, como filhos enganados. Necessário é despertarem do sono (cf. Ef. 5.14), porquanto pela metade é impossível agradar a Deus (cf. Hb. 11.6).

Nitidamente se observam nesses quarenta e dois anos: ameaças, autodefesa, avareza desmedida, balcões de negócios, contrabando ou descaminho, cortinas de fumaça, demandas judiciais, destruição de documentos, dissimulações, doutrina errada, estelionatos, falta de transparência, formatação, fraudes, fuga à responsabilidade, instigação do ódio religioso, introjeção de jargões premeditados e manobras palacianas em defesa da Obra: conspiração, falsa unção, fisiologismo político (inclusive com candidatos declaradamente kardecistas) e o velho voto de cabresto. Frutos podres!

No curso dos anos e dos fatos alguns conseguiam discernir o enigma da mão começando a escrever na parede: MENE, MENE, TEQUEL e PARSIM. Então, a iniquidade da elite transbordou. Finalmente, deu-se aviso: Fujam crentes! Não sejam cúmplices dos Judas beijando Judas…

O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos. No entanto, os homens e mulheres honestos começaram a compreender o enriquecimento ilícito de alguns da elite, especialmente juntos do monarca e agarrados nas tetas da rainha desfigurada… O que fazer com doutrina revelada recheada de espiritualização de frases das Escrituras geradoras de MITOS? Os Judas dão importância à cegueira em que o construtor de heresias deixou os formatados icemitas? NÃO! claro que não, porquanto a cegueira dos formatados facilita negócios, enquanto os ladrões gozam os mórbidos prazeres dos roubos. Para esses Judas os dias frívolos de gastança em ilhas de fortuna; e para o povão a miséria de cada dia de cortinas de fumaça e decepções com os construtores da Obra revelada. Por que o monarca muito religioso insiste em por panos quentes no jogo dos ladrões dos dízimos? Sujeira! VERGONHA!

Observem os Judas beijando Judas, construindo patrimônio com fruto de roubo, destruindo provas, formando quadrilhas, formatando computadores eclesiásticos, inventando profetadas e revelagens, organizando-se em misteriosas sociedades, perseguindo os questionadores, queimando documentos, rasgando notas fiscais frias, saqueando os tesouros… Milhões de dólares, passando de conta em conta (e até de mala em mala) em bancos estrangeiros ao sabor das ordens dos grandes ladrões do templo; enquanto milhares de icemitas aqui no Brasil padecem necessidades primárias. Os indignados retirantes enchem as estradas…

Por último, aos conformados, aos distraídos, aos falsos profetas, aos formatados icemitas, aos preconceituosos e até aos surdos o Blog do Cavaleiro Veloz gritou: FUJAM DA PRAIA! O JUÍZO VEM! Então, o berrante do encantador de formatados nervosamente trombeteou: CALEM ESSE MALDITO! MORDAÇA!!! Então, em delírio icemítico o Benício de aluguel estremeceu, intentou a profanação e recebeu o agrado do insano monarca. Imediatamente, instigado pelo mesmo ódio à verdade, outro enciumado icemita entrou com o DESFACE ao peso de moedas do PES. O insano objetivo: abafar gritos de milhares pedindo socorro, blindar fraudes e roubalheira, caluniar o auitor dos artigos, insistir nos mistérios da Obra e reunir a multidão de apedrejadores. Que ciumeira, hein?

Quanta esperteza do mágico nesse ambiente muito perigoso à “fé em Jesus” estimulando ações de discriminação e impondo a mordaça velhaca, esquecido de que a CREDIBILIDADE é o que vale na Internete, onde o acesso aos blogs e aos sítios é voluntário diante da liberdade de expressão e de pensamento garantidas pela CARTA MAGNA.

Que maldade do lobo com pele de pastor escudando os chefes dos balcões de negócios com falso profetismo e mentiras, como o fogo que se alastra em palha seca no sol a pino. Será possível que nessa liderança eclesiástica os amigos do chefe continuem no banquete de ladrões e os honestos sejam tidos como adúlteros, caídos, cachaceiros, filhos do Diabo e inimigos da Obra?

Que os amaldiçoados, os dissidentes, os fugitivos, os honestos, os perseguidos por amor à justiça e os presos de sofrimento não se iludam: neste domínio eclesiástico monárquico, pseudocarismático e quadragenário quem faz perguntas sinceras é caluniado, degolado ou deletado ao estrondo do OSSORREVELÔ e aos aplausos do Diabo.

Quisera eu, que ao decidirem pela liberdade do jugo opressor, os dissidentes fossem deixados em paz, pois crentes merecem respeito; mesmo porque não estão brigando por bancos, dízimos, ofertas ou prestação de serviço não pago; eles fogem da esperteza, e da iniquidade, e da maldade, e da tirania, e da zombaria, e da vileza. Quando o ficar é desonra, o despertar para a realidade lhes mostrou que muita coisa está errada nesta igreja, pois o poder camaleônico é real. Sim! Por estas e outras razões romperam com o gedeltismo e bem longe da casa mal assombrada cuidarão das feridas que levam em suas almas. Sejam fortes retirantes…

Repreendida a infidelidade da elite da ICM-PES. A Bíblia foi traída! Deus nos avisou que a cabeça continua doente de heresia, incredulidade e obstinação. Gente cuja cabeça podre adoece o corpo de esquizofrenia religiosa. No beco sem saída Benícios e Benícias custam a entender que a falsa unção destrói e mata…

Resistir ao Espírito de Deus é fácil; eternos e invitáveis os resultados. Enquanto alguns da elite icemita continuam armando ciladas contra Estêvãos, por causa dos maus pastores o Bendito Nome do SENHOR está sendo blasfemado entre os não crentes. Porém, algo cria força no horizonte muito negrumoso… e cresce em dimensão, extensão, velocidade e volume…

Resta lembrar, para nossa tristeza, que enquanto o Diabo balança o rabo nas janelas do palácio da rainha desfigurada, o poder camaleônico continua corroendo como câncer insidioso. Metástases! O importante é que conseguimos expor os esgotos do palácio e os incansáveis investigadores oficiais trabalham…

Se com antigas juras de amor pela Obra o mágico prometia prosperidade para esta geração de icemitas, desfeitas as cortinas de fumaça e as poeiras da implosão o que sobra para os anos vindouros? Golpe sujo esse abrigar de ladrões, banquetear-se com eles estendendo proteção religiosa e sociedade… O Iscariotes devolveu ao templo os 30 denários (preço de um mês de trabalho braçal) e caminhou para a forca. Os Judas de hoje embolsam milhões e inventam profetadas, revelagens e sociedades sofisticadas… e querem a nossa cabeça; mas o final deles é a FORCA!

Sei de algo que assusta o Diabo, encanta os crentes honestos e retine nos ouvidos até dos endurecidos de coração: se os que governam este rebanho perderam a vergonha, aqueles que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

Triste fim de “jornada de quarenta anos”.

TSUNAMI!

NOTAS:

No momento da publicação deste artigo o SITE consta com 1500 comentários distribuidos nas Categorias disponibilizadas para consultas. Procurando dar atenção aos comentários de alguns que aparecem com o mesmo tipo de dúvidas (às vezes sinceras, outras vezes nem tanto), devido aos muitos compromissos a exiguidade do tempo dificulta resposta. Paciência.

O alvo do SITE é definitivamente especial e estabelecido.

Solicitamos a quem queira apresentar mensagem (e contradizer alguma postagem) que NÃO o faça em CAIXA ALTA, por ser linguagem deselegante. Já falamos isto.