Sermão em forma de monólogo.

Denunciei a CONSPIRAÇÃO! Com ousadia entrei pelo palácio do quadragenário. E disse que o rabo do Diabo está metido nisto. Falei na cara do monarca e seus valetes e deixei a minha DENÚNCIA ecoando entre os falsos profetas. Incontinenti, dei as costas, e, a passos firmes afastei-me dali, porém, sacudindo as roupas contaminadas com a fetidez do desastre da HERESIA ICEMITA. Que alvoroço!

Então, foi isso mesmo o que se passou. Logo a seguir, alguns conhecidos insistiam: Continue em frente do palácio em campana e em jejum. Desta vez a multidão será ouvida. Esta é a hora! E outros: Mostre a sua cara. Muitos se ajuntarão ao seu redor. Se ainda não der certo, grite a plenos pulmões do telhado de sua casa. Toque a trombeta!

Mais uma vez a Providência me inclinava à precaução, como que a dizer: “Nada disto! Não, ainda não é a hora!”. Então, o instinto de sobrevivência apelava forte dentro de mim. Pensei comigo mesmo: certamente, maiores coisas do que estas estão à frente. Por enquanto, não estou disposto ao massacre do monarca e seus valetes (escrevi valetes). Prefiro sair de cena, porquanto a seca dos pastos e as fomes das gentes falarão mais alto…

Nas lembranças da infância a experiência de Elias, o profeta de Deus, em um dos períodos mas críticos da História de Israel (1 Rs. 17.2-4): “Veio-lhe a palavra do SENHOR, dizendo: Retira-te daqui, vai para o lado oriental e esconde-te junto à torrente de Querite, fronteira do Jordão. Beberás da torrente; e ordenei aos corvos que ali mesmo te sustentem.” Por isso, com a roupa do corpo, o cajado e o manto parti para Querite.

Querite é lugar para poucos. Na mesma condição em que me encontro, certamente existe alguém escondido em algum recanto desta imensidão que se estende na dimensão espiritual, no espaço e no tempo. Olha-se para os lados… ninguém. Por enquanto, nem quero saber quem seja. Tenho longas conversas com Deus, o meu SENHOR…

Querite é o lugar onde não mais posso questionar a lógica de Deus. Aqui estou para ficar do tamanho certo, olhando firmemente para Jesus. Aqui sou amorosamente e respeitosamente quebrado para que me lembre de tantos livramentos que Ele me proporcionou. Como sempre, Ele não pode deixar de ser essencialmente persuasivo. Portanto, entreguei-me aos Seus cuidados…

Querite é o lugar onde, diante Dele, a minha vontade é ser como água derramada na areia quente. Nada de fazer perguntas. Nada de egoísmos que se expressam nos meus pensamentos recorrentes. Nada de resistir ao Espírito Santo. Nada de desejar o que Ele não deseja; nem de me insurgir contra alguém, a menos que Ele mande. Nada de pensar o que Ele não pensa e querer o que Ele não quer. Nada de me irar contra algum caluniador e maldizente – a minha ira não opera a justiça de Deus; e não chegou o tempo de Sua ira justa. Nada de covardia, medos noturnos, sustos, tremores… Quem me dera conter-me fosse fácil, mas não é!

Quando o Eterno quer agir, Ele pergunta (Is. 6.8): “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” Ora, o SENHOR pergunta por alguém conformado com as medidas com que Ele deseja aperfeiçoar os homens segundo coração de Deus. Então, o essencial é o ingresso na Escola de Querite, onde não nos prendemos à aparência das coisas; mas alcançamos a realidade do que alcançamos na dimensão espiritual.

Querite é o lugar onde não sei se me resta algum valor; porquanto o valor do servo é dado pelo SENHOR do servo. A esperança e a paciência continuam em teste. Aqui cada pedra sinaliza: ficar no Altar de Deus é morrer ou morrer. As longas conversas com Deus continuam. O meu espírito não descansa. Que agitação interior!

Querite! A História aqui se escreve sem escolha de formato das letras de computador e sem papel e tinta. O Eterno a ninguém se compara e não precisa de conselheiros. O que fica estabelecido, já está determinado na Mente do Eterno e exsurge no espírito do servo, conforme a medida da fé que lhe for concedida, e no quanto ele pode suportar.

Querite é o lugar onde o tratamento dado aos servos de Deus continua especial e individual; porquanto, Querite é Escola de Profetas. Aquele que me moveu a vir, é especialmente paciente nas lições do agir de Deus; do caráter de Deus; da paciência de Deus; da sabedoria e do poder de Deus. Mesmo porque em Querite tudo gira ao redor da Maravilhosa Pessoa de Deus. Pela experiência e necessidade deste tempo de secas, parece-me que outros virão; pois fácil perceber que a Seara é grande e poucos são os ceifeiros. Penso que estou matriculado no período probatório; e há muito que aprender, ou melhor que entregar (aqui o aprendizado começa com a entrega incondicional à servidão ao Espírito de Cristo).

Querite é onde começo a conhecer o desespero dos homens e o fim que se aproxima. Depressa! Os grandes que dominam sobre as gentes constroem suas efígies como faraós opressores; mas quando o Eterno quer desmascará-los, Ele sabe onde encontrar um de Seus homens para lhe confiar a interpretação de um sonho ou uma palavra profética. Sim, esteja em cadeia, canto da terra ou cova do deserto, o Onisciente sabe a quem dos seus servos convocar desde Querite…

Querite é lugar de desconforto previsto e suportável. A cama fica ali, em qualquer lugar… e a pedra me serve de travesseiro. Almofada?! Comodidade?! Distração?! Em que pedra me deitei na noite passada? Nem sei… O interessante é aprender a viver com o mínimo: a roupa do corpo, um bordão e um manto.

Querite é lugar… Aliás, se me canso durante o dia, encontro sombra. A cova onde me abrigar do sol quente e do frio da noite estão por aqui… De nada preciso e de nada sinto falta; e nem estou com pressa, porque Ele é meu refúgio e socorro na tribulação. Em querite gozo plena liberdade em Cristo Jesus.

Querite é lugar de noites frias e longas… Então, me deito de costas e fico contemplando a grandeza e as maravilhas do Criador. O céu estrelado exalta a glória de Deus e o firmamento anuncia o poderoso agir do Onipotente. De longe me vem o estrondear das ondas do mar e começo a cantar Ao Deus de Abrão louvai. Este belíssimo hino dos cristãos é baseado numa antiga melodia hebraica. Fico encantado com o brilho dos relâmpagos rasgando os céus naquela distância e logo depois o trovejar. Maravilha! Ouve-se a Voz do SENHOR bem acima destas forças da Natureza. Um… dois… cinco meteoros riscam o bucho do céu em seu caminho inerrante e me fazem pensar nos juízos que estão por vir…

Querite é nascedouro de profetas, mas na medida que cada um deles, porquanto o profeta de Deus não é escravo de sistemas. Ele é livre! Em cada um deles o esmagar da justiça própria, da opinião, da razão e da vontade. Finalmente, a Verdade liberta! Isto me encanta. Nesta condição o que passa a prevalecer na mente do profeta é a mente de Cristo, a justiça de Cristo, a razão do Reino de Deus e de Sua Vontade. O “não mais eu, mas Cristo” começa a criar raízes cada vez mais profundas no espírito de quem está em Querite; e deverá ser assim, daqui para frente… Quem passa por aqui não se esquece… e fica marcado.

Querite é lugar de mudanças. Alguns dos meus loucos pensamentos já mudaram; e outros em curso de mudanças. (Certos pensamentos me pareciam loucura, mas eu estava confiante nesses confrontos entre o meu espírito iluminado pelo Espírito de Deus e a minha mente, tanto que os escrevi e publiquei nas comunidades por onde passei). Com o passar do dias, eu bem percebia que algo estava sendo depositado dentro de mim. Ele mesmo os havia depositado em meu espírito e eu procurava entender; mas que pena! minha alma é lerda e medrosa e o medo de errar e o medo do futuro apenas expressam procrastinação e orgulho humano. Porque Ele conhece os pensamentos que Ele tem a meu respeito e a respeito de Seu povo. Portanto, para alcançar o que se passa no “conselho do SENHOR”, preciso estar disponível ao Seu Espírito e invocar o Seu Nome. Por isto, estar em Sua Presença, é o que Ele mais deseja. Isto é Querite: ficar na forma! Na medida!

Querite é um lugar muito especial, porquanto a religião aqui não tem vez. Quem passa por aqui nunca mais será o mesmo. Nunca mais andará de acordo com o esquema da denominação eclesiástica, o esquema da religião, o esquema do mundo ou o esquema dos próprios pensamentos; mas ficará perfeitamente cônscio do que é a justa, perfeita e santa vontade de Deus. Por isso a não conformação com o mundo e com os monarcas obtusos e religiosos.

Querite é lugar para poucos. Mas Ele sabe a quem escolhe e envia para esta imensidão que nos esmaga. Não é lugar de abraços, apertos de mãos, beijos, carinhos de esposa ou de noiva, nem de elogios de parceiros. Do mesmo modo, não se ouve o disfarce das falsas saudações, nem o ranger de dentes dos desafetos e opositores de Deus… Mas na escuridão… ah! na escuridão ou nas sombras o ranger os dentes dos demônios que escumam de ódio. Mas não me assusto com demônios (e eles sabem que, por mais carrancudos ou medonhos, não me metem medo). Homens que resistem ao Espírito do Eterno, estes sim, fazem pior que demônios. Interessante: em Querite eles nunca vêm. Porém, aproxima-se a batalha final…

Querite é um bom esconderijo. Feras e répteis não incomodam. No contínuo do meu sustento, conforme prometido, os corvos trazem pão e carne pela manhã e à tarde. Que impressionante: a alegria invade o meu peito ao olhar à distância e vê-los chegando pela manhã e à tarde. Eles chegam alegres, e entregam o alimento determinado. Grasnam em passos curtos, asas agitadas como que batendo palmas por cumprirem a missão que o Onipotente lhes confiou… E ficam por perto… Não se assustam. O brilho no olhar de cada um deles é mais que de amigo… e ordem é clara: o alimento é para aquele que ali está aos cuidados do SENHOR. Se lhes estendo a mão com um pedacinho de pão, educadamente recusam, como que agradecidos e felizes por saberem que aquele alimento é do santo, do homem de Deus. Interessante! Instintivamente e naturalmente, eles percebem que Deus estabeleceu o homem em primeiro lugar; mas o Criador dará a cada passarinho e sua ninhada a água e a comida de cada dia…

Querite é lugar de maravilhoso e renovado sustento. Deste modo, nem preciso orar ou me preocupar nesse sentido. Aquele que me moveu para sair de cena e permanecer neste lugar (ainda não sei por quanto tempo), conhece o de que mais necessito, antes que a palavra surja ao meu pensamento. Portanto, que o fortalecimento em espírito pelo Espírito de Cristo Jesus sempre seja o meu desejo. Quem estas coisas deseja, alcança o “conselho do SENHOR” e será bem recebido em Querite; mesmo porque Ele tem a chave de toda profecia.

Querite é o lugar ideal para alguém ser preparado, a fim de ser enviado pelo Altíssimo a algum orgulhoso de modo a mantê-lo com boca fechada. Porque existem palácios de monarcas religiosos cheios de bajuladores enroscados em suas pernas; de avarentos em busca de lucros; de mercenários suspirando por uma profecia que passe a cal na parede, para esconder a rapina e a sujeira da casa em que se abrigam e de seus corações. As bancas eclesiásticas de avareza e estelionatos são negócios negrumosos à espera de um azorrague divino. Em algumas ilhas religiosas sectaristas certas mulheres foram estabelecidas com ministérios por seus maridos e passam a ver somente o que elas querem; mas haverão de fechar suas bocas diante do agir de Deus. Entre essas metidas a topetudas existem mercenárias e ocultistas que a si mesmos declaram profetizas; mas seduzem os servos de Deus à avareza, idolatria e até a imoralidade. Não desejo que nenhuma delas tenha o mesmo fim de Jezabel, mas este espírito resiste provocando zelos no Espírito de Deus. Porém, os vendilhões do templo e suas mulheres serão desmascarados.

Querite é especial por representar o lugar da aliança incondicional, da cura, da intercessão, da reconciliação, da renovação. Da santidade ao SENHOR! Mas devo sempre me lembrar que este lugar em si mesmo nada faz: a água não romperá da rocha, os corvos não virão e a cada dia os pensamentos se farão pavor e tempestades de ambição, desejo, orgulho religioso e vaidades…

Querite é lugar onde o Eterno prepara homens especiais para enfrentar as mazelas humanas instaladas nos governos humanos; especialmente, naqueles lugares onde os céticos, os cristãos ocultistas, os falsos mestres, os idólatras, os falsos profetas e os falsos pastores se reúnem na defesa de ídolos, de ministérios pessoais e de placas das suas tradições…

Querite não é lugar para esperar que o anjo mova as águas, como se imaginava em Betesda. Aqui a graça de Deus é permanente e o mover é do Espírito do SENHOR. Primeiro no coração do homem de Deus e depois lá fora… escutem: já ouço algo para tinir nos ouvidos deles…

Querite! Lugar onde muitos são chamados mas poucos são escolhidos. Aqui Ele me cerca por trás e por diante e sobre mim põe a Sua mão. Fiel é Deus. Ora, sempre que Lhe entregamos a direção do ministério para o qual Ele nos chama Ele nos ensina coisas muito preciosas. Portanto, em Querite passamos a conhecê-Lo em maior intimidade.

Querite não é lugar de desperdício; mas, por incrível que pareça, a hora chegará em que a água cessará e os corvos não mais chegarão com sustento para mim, pessoalmente. Então, nada haverá com que me preocupar.

Querite! Certamente, não ficarei aqui por toda a vida. Em Querite somos definitivamente algemados a Cristo. Nada de algemas nas mãos… não! Muito mais profundo e real: são algemas no espírito, no “homem interior”, sim! no verdadeiro ser do homem. No entanto, o amor de Deus Pai é tão grande, que não há outra coisa a desejar, a não ser, estar ao Seu lado, alegremente disponível. Para sempre!

Querite! Ah! Não posso me esquecer de que em Querite não existem atalhos para o que dizer ou fazer, mas para o que o SENHOR decida. Ele está para intervir nas nações e a hora está avançada. Por conseguinte, o que importa é conformar o meu espírito com a palavra que sair da boca de Deus. Esta, sim! jamais voltará vazia. Sua palavra prevalecerá.

Querite! Lugar de esperanças renovadas. Ainda que o chorar do homem de Deus dure alguns dias e noites, os efeitos se seguirão. Desde que em lágrimas semeia, com júbilo colherá resultados de excelente qualidade e quantidade no lugar e no tempo do plantio. Melhor é estar em Querite do que no palácio do monarca. Melhor é estar entre anjos acampados em Querite, do que nas mãos dos agentes icemitas possessos pelo espírito de Jezabel. Melhor é ser sustentado por corvos do que comer do banquete desta filha do Diabo idólatra e homicida.

Querite! Em Querite não existem atalhos. Finalmente, o “prisioneiro de Cristo” entenderá que a forma em Querite é agradável, justa e perfeita. É pela Graça, diz o Espírito do Eterno; e não por força ou poder. É o cumprir da profecia: “Porque eu o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo”. Isto significa: é andar com Deus ou andar com Deus. O momento chegará em que Ele dirá para sair deste campo de adestramento espiritual: se para Sarepta (e ali ficar por algum tempo); se em direção ao Carmelo onde o fogo descerá dos Céus; ou direto para o Sinai onde receberei instruções… não importa. Onde Ele mandar irei. Por conseguinte, permanecerei na Presença do SENHOR.

Querite! Momentâneo e passageiro, cujas marcas falarão para a posteridade. Cumpridas as próximas tarefas, continuarei caminhando em direção às águas para atravessá-las a seco. Definitivamente. E num instante, num abrir e fechar de olhos eu ouvirei o som da última chamada. E serei elevado em meio a um redemoinho de fogo e de glória. Então, alguns falarão desse evento e até me procurarão pelos cantos e fendas da terra; mas não me encontrarão. Mistério! Nunca mais serei visto por aqui…